quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

o ano novo solteiresco

E o ano chega em sua reta final, momento nobre onde fazemos balanços, planejamentos e metas para o ano vindouro. É nessa hora que você percebe que nem foi tão ruim ser solteira num ano de muitas descobertas, e afinal aquele seu ex era um mala mesmo e você está bem melhor sozinha. No entanto, os fogos de artifício da esperança sempre explodem na contagem regressiva da sua solteirice.


É nesse momento que você capricha nas supertições, até porque ninguém acredita em bruxa, mas que elas existem, elas existem. Pero que las hay, las hay, chica. O vestido pode ser branco, mas a calcinha é praxe, vermelha ou rosa para o amor e a paixão serem marcas do ano que se aproxima. E vale tudo, de pular sete ondas até comer 'nãoseiquantos' coroços de uva, romã ou alhures. Acredite, mulher de pouca fé. Não custa fazer uma fezinha para um ano muito bem vindo.


Ai de tanta fé que se encheu, você acredita que pode descolar um macho alpha já na festinha badalada de reveillon. E pode mesmo. Mas calma lá, isso pode ser sim um sinal de um ano porreta, se o carinha valer a pena né gata? Se for um mala, prefira passar os últimos minutos do ano no melhor estilo, 'hoje eu sou solteira e ninguém vai me segurar'. Conheço pessoas que de tanto desespero para bons ventos no quesito relacionamento que na contagem regressiva do Faustão saem correndo e beijam qualquer esboço de homem que apareça. Conselho de uma saga, não pague pra ver sua ressaca logo no primeiro dia do ano.


Promessas também são sempre bem vindas, prometa ser mais feliz, prometa não se apaixonar tão fácil, prometa ser mais madura, prometa muitas coisas. Afinal, como já dito nesta saga que bafeja os ouvidos dessa vossa solteirice, que mal faz uma promessa não cumprida? Prometa cristã, prometa. Faça listas imensas de metas, por ordem de prioridade ou aleatoriamente, à sua escolha. Sabe aquela meta não cumprida neste ano? Quem sabe no ano vindouro não sai do papel? Movimente-se muchacha, no novo ano tudo parece nunca ter acontecido antes.


O que não vale é ficar assistindo a vida como Neymar no jogo contra Barcelona. Sejam quais forem suas estratégias, corra pro ataque em busca da felicidade e faça gol de placa, só depende de você gata, vá por mim.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Milla gostei muito deste blog assim como do outro.
    Que bacana, valeu.

    ResponderExcluir